top of page
  • Foto do escritorRafaela Hoffmann

5 dicas para o planejamento do marketing boca a boca para 2022


Há quase uma década, me dedico à operação brasileira da The Insiders, agência especializada no marketing boca a boca, e tenho cada vez mais convicção de que essa é uma modalidade de comunicação que nunca sai de moda e a que se adapta mais rapidamente à permanente revolução tecnológica que vivemos (veja esse artigo sobre o marketing boca a boca na era do 5G e Metaverso).


Os resultados animadores de 2021 corroboram minha afirmação. No levantamento que fizemos considerando os jobs realizados até 20 de novembro, somamos 103 campanhas para as quais selecionamos 61.515 insiders (os usuários cadastrados em nossa base para participar das ações). Eles fizeram 117.707 publicações entre feed e story que tiveram em média 250 milhões de impressões, além de 2,5 milhões de comentários e curtidas.

Com ajuda dos especialistas do meu time, levantei os principais pontos a serem considerados por profissionais dos departamentos de marketing das empresas e também pelos de agências na hora de incluir o boca a boca no mix de comunicação. 


Aceite a força do digital

O mais importante de tudo é aceitar que o digital é um caminho sem volta e as redes sociais são muito potentes para a comunicação de marcas. Uma pesquisa da Comscore apontou que, em dezembro de 2020, os brasileiros passaram uma média de 47 horas navegando pelas redes sociais. O e-commerce deslanchou no Brasil, batendo recorde no primeiro semestre de 2021 com R$ 53,4 bilhões em vendas. Nenhuma marca pode fechar os olhos para esses fatos.


Pense em conexões reais

Além de investir em suas mídias proprietárias, é natural que as marcas procurem pessoas que transitem com naturalidade por esse universo digital e tenham algum poder de influência sobre os seus públicos.


É um caminho, mas é preciso analisar também que há um desgaste do marketing de influência se aproximando conforme as #publis lotam as timelines, como mencionei nesse artigo em que analiso o ano após os documentos de autorregulamentação para o marketing de influência. A efetividade da comunicação só é atingida se feita de conexões reais, por isso que preferimos a efetividade do boca a boca.


De consumidor para consumidor

O melhor dos mundos para marcas é consumidor real repercutindo experiências positivas sobre seus produtos e serviços. Mesmo sem uma base de seguidores expressiva como os influenciadores, a proximidade e a autenticidade do discurso tornam as mensagens mais potentes.


Valorize a criatividade

Nada de unboxing sem graça ou stories forçados interrompendo a programação do perfil. É preciso usar a disponibilidade e vontade do brasileiro nas redes sociais para a produção de conteúdos criativos. Na The Insiders, entendemos que é preciso estimular a base com alguns desafios e temos percebido que o céu é limite para esses criadores de conteúdo mostrarem o lado criativo.


Considere a sazonalidade, mas tenha um planejamento estratégico para o ano

Sabemos que tem datas especiais para o varejo e ações específicas e pontuais funcionam e são bem-vindas, mas temos obtido resultados muito satisfatórios para clientes que já consideram e destinam parte de suas verbas de comunicação anuais ao marketing boca a boca. Conseguimos um melhor planejamento e organização das ações ao longo do ano.

Como o ano está só começando, eu e meu time estamos à disposição para auxiliá-los na missão de planejar o marketing boca a boca e amplificar a repercussão da sua marca. O ano de 2022 tem tudo para ser fantástico para o digital, mas também desafiador, já que todas as empresas estão se mexendo nesse sentido. É bom se organizar o quanto antes e, se puder contar com o apoio de especialistas, melhor!


Publicado originalmente em: 7 de janeiro de 2022

1 visualização0 comentário

留言


bottom of page